Hoje a tarde li um post muito interessante da Escola Dinheiro o qual fala sobre o sucesso de uma parcela da população mundial. Espero que, assim como eu, você gostem da leitura.

Dizia Jean-Paul Getty, o homem mais rico do mundo (até ser superado por Bill Gates) na primeira metade do século passado: “Se todo o dinheiro do país fosse distribuído igualmente, até o último centavo, para toda a população, voltaria para as mesmas mãos, com muito poucas diferenças, em menos de 5 anos.” Naturalmente, isto nunca foi feito em nenhum país do mundo, entretanto, há diversos fatos que comprovam a teoria de Getty.

No mundo todo, inclusive no Brasil, apenas 5% das pessoas que ganham grandes fortunas facilmente, basicamente em loterias, conservam ou aumentam suas riquezas, A grande maioria, em 5 anos ou menos, voltam a ser pobres, muitas vezes, com menos do que tinham antes.

Este fato estatístico é comprovado pelo jornalista Nelson Barretto, em seu livro “Reforma Agrária: O Mito e a Realidade” (Julho de 2003). Embora seu enfoque tenha sido a revolução dos mitos, mentiras e hipocrisias a respeito do assunto, cita a constatação de que apenas 5% dos assentados prosperam; 95% tornam-se miseráveis moradores das favelas rurais ou partem para outras invasões de terras.

Para entender melhor esse ponto de vista, imagine que uma pessoa sem terra consegue um lugar para morar. O fato de ela ter feito uma invasão bem sucedida não diz quem é ela realmente, tão pouco muda sua mente. Mesmo que consiga invadir mais 10 terras, nunca terá um pensamento que a leve ao topo, somente à próxima invasão. Ou seja, ficará junto com os 95% de pessoas que invadem ou que simplesmente não crescem.

sucesso

Esta constatação estatística é usada pelos cassinos nos Estados Unidos. Os ganhadores em roletas, mesas de jogo de cartas e de dados, por maiores que sejam, recebem os prêmios em dinheiro e à vista, entretanto, os prêmios acumuladores nas máquinas caça-níqueis são pagos em parcelas anuais. Tal medida é uma proteção, visto que se pressupõe que os jogadores das mesas sabem lidar com dinheiro, ao passo que quem joga nas máquinas são pobres e aposentados que perderiam todo o dinheiro em pouco tempo e viveriam em condições piores do que antes.

Por que 95% das pessoas não sabem lidar com dinheiro, independente da condição social, de cultura, ou de formação? Por que apenas 5% conseguem construir fortunas, apesar de muitos deles não possuírem estudos formais? Sorte? Chance? Oportunidade? Absolutamente NÃO! Não, no sentido como os 95% pensam.

É lamentável que muitos políticos, sem saber o que é sorte, chance, oportunidade, aproveitem-se para fazer demagogia e populismo, explorando, literalmente, a pobreza e o pobre. Para começar, sorte é o encontro da capacidade com a oportunidade e oportunidades existem para todos e muito mais, em todo lugar e a todo o momento! Entretanto, somente os capacitados conseguem enxergar as oportunidades. Então, muitos diriam: “Ora! Os pobres são pobres porque não recebem capacitação!” De fato, ninguém recebe capacitação, como se recebe o ar ao inspirar; só é conseguida se for buscada e não depende de dinheiro, estudos, cultura ou qualquer conhecimento.

ONDE ESTÁ A CAPACITAÇÃO A SER BUSCADA?

A resposta está mais perto do que se possa imaginar. Está na mente de cada um! Por exemplo, quando alguém sai à rua, procurando emprego, tendo pensamentos como “… está difícil…”, “… não vou encontrar…”, etc., certamente não encontrará. É muito possível que, até mesmo, passe por diversas placas de “Procura-se…” e nem perceba. Por quê? Sua mente está preparada para ver apenas o que está procurando, isto é, o “não vou encontrar”. Sua mente está trabalhando na construção da confirmação do que já se determinou.

BASTA MENTALIZAR-SE “QUE VAI ENCONTRAR”?

A mentalização é essencial, é o ponto de partida fundamental, entretanto, isto não basta. Não é suficiente porque o positivo exige construção e construção exige ação. Nada se faz do nada. O pensamento positivo, em lugar de buscar explicações e motivos para o fracasso (o que é fácil e é garantido), desencadeia uma série de pensamentos que exigem outras construções e soluções e não há garantias.

Infelizmente, desde quando nascemos, somos educados a termos medo: “… não faça isso ou aquilo porque você vai se machucar…”, “… vai doer…”, etc. Assim, o maior erro que cometemos é termos medo de cometê-los e passamos a procurar explicações e justificativas para o fracasso, repetindo, é mais fácil e é garantido. A ótima notícia é que isso pode ser mudado! Basta começar a pensar positivamente. Os 5% fizeram essa mudança e qualquer um pode.

O mundo que vemos e sentimos é o reflexo de nosso interior, racional e emocional. Um dia frio e chuvoso, ruim para uns, pode ser, e é, maravilhoso e lindo para outros. Ora! Como pode a mesma coisa (o dia) ser boa para uns e ruim para outros? Tudo depende da forma como é vemos “como nos sentimos”. Portanto, é muito fácil mudar o mundo, o seu mundo.

COMO APRIMORAR SUA CAPACIDADE DE ANÁLISE?

Para se desenvolver como ser humano de maneira que possa aprimorar sua capacidade de análise e auto-análise  você provavelmente terá de fazer mais e melhor do que aquilo que tem feito. Com isso estará atento às oportunidades e poderá aproveitá-las ao invés de simplesmente deixa-las passar. Algumas dicas nesse sentido são:

  • Visite bibliotecas e livrarias. Você encontrará inúmeros títulos que podem auxiliar nessa mudança. Procure por algo que ajude em seu crescimento pessoal, acima do “profissional”, pois é ele que lhe trará maiores mudanças. Conhecer algo técnico é bom, mas não dá a base que precisa para ficar entre os 5% da população.
  • Leia livros de autoajuda. Embora exista muito preconceito, esses tipos de livro são os que mais auxiliam no desenvolvimento pessoal. A grande maioria dos homens e mulheres de sucesso, em todo o mundo, tem em suas práticas regulares a leitura de bons livros de autoajuda. Entre essas pessoas, posso citar Robert Kiyosaki (autor de Pai Rico, Pai Pobre), Christy Walton (mulher mais rica do mundo), Bernard Arnault (fortuna de 41 Bilhões de dólares – 4º homem mais rico do mundo). Recomendamos também a leitura da Escola Psicologia.
  • Considere conhecer um pouco sobre programação neuro-linguística. Essa tecnologia, relativamente nova, permite que você programe sua mente para o sucesso. Criada por um programador de computadores e um especialista em linguística, a PNL é coadjuvante nas mudanças de pensamento e atualmente é estudada na maioria dos cursos de psicologia.

E VOCÊ, ACREDITA QUE O SUCESSO É SIMPLESMENTE UMA QUESTÃO DE SORTE?

Você que acompanhou esse artigo por inteiro, analisou todas as colocações, ainda acha que sucesso é uma questão de sorte? Deixe a sua opinião e participe do debate!

Abraços!

 

Fonte original:
http://www.escoladinheiro.com/2012/10/23/sucesso-e-simplesmente-uma-questao-de-sorte/

ie7_no

Frankfurt – O governo alemão pediu nesta terça-feira que o público deixe temporariamente de usar o Internet Explorer, da Microsoft, após a descoberta de um erro ainda não consertado no navegador da web que a fabricante de softwares disse tornar computadores vulneráveis a ataques de hackers.

A falha de segurança, que afetou centenas de milhões de navegadores Internet Explorer em todo o mundo, chegou ao conhecimento do público no fim de semana.

O problema com o navegador da Microsoft deixa os computadores com Windows vulneráveis a vários tipos de Cavalos de Tróia nas versões 7 e 8 do software. Com isso, o governo da Alemanha aconselhou o público a utilizar um aplicativo alternativo temporariamente.

“É necessário temer uma dispersão rápida do código”, disse o governo alemão em comunicado.

O BSI também questionou a Microsoft sobre as dificuldades com a segurança e prazos para que o problema seja resolvido.

A Microsoft não disse quanto tempo demorará, mas diversos especialistas em segurança afirmaram esperar que a atualização saia dentro de uma semana.

  • É a mais importante das etapas do ciclo de desenvolvimento de sistemas;
  • Muitos projetos de sistema falham devido a má qualidade dos dados;
  • Os dados estão só na cabeça dos usuários;
  • É preciso compreender o sistema atual (se houver) e as necessidades de um novo sistema.

Problemas

Dificuldade na passagem de informação do usuário para o analista.
Ex:

  • Entrevistar a pessoa errada no momento errado;
  • Fazer perguntas erradas e obter respostas erradas;
  • Criar ressentimentos.

Planejamento

  • Se o assunto a ser discutido é muito grande, vale a pena particioná-lo e focar objetivamente em cada parte;
  • Descubra quem entende do assunto;
  • Monte uma agenda em consenso com os interessados;
  • Estude com antecedência o assunto da reunião;
  • Elabore possíveis questões e linhas de pensamento antes de chegar na reunião;
  • Utilize uma tecnologia adequada ao estilo da reunião;
  • Seja pontual.

Técnicas – Métodos de Conversação

  • Entrevistas / Interview:

    VANTAGENS

    DESVANTAGENS

    Com uma plano geral bem elaborado, o analista tem facilidade em descobrir em que informação o usuário está mais interessado Pode ocorrer desvios no assunto ou até mesmo dispersão no decorrer da entrevista, deixando o usuário cansado ou não produzindo bons resultados
    Pode-se alterar o rumo da entrevista para obter informações que não foram previstas no planejamento  .

     

  • Workshop:

    VANTAGENS

    DESVANTAGENS

    Obtem um conjunto de requisitos bem definido Dificuldade na presença de todos os stakeholders num determinado horário
    O trabalho em equipe torna o levantamento de requisitos mais eficaz .
    Baixo custo e resposta rápida .

     

  • Brainstorming:

    VANTAGENS

    DESVANTAGENS

    Pensamento em grupo Dificuldade na presença de todos num determinado horário
    Baixa inibição de ideias .
    Generaliza a participação dos membros do grupo .

     

  • Questionário:

    VANTAGENS

    DESVANTAGENS

    Atinge um grande número de pessoas Não há garantia de que a maioria responda
    Baixo custo Perguntas podem ter significados diferentes para cada participante questionado
    Questões padronizadas garantem uniformidade .
    Permite que os participantes respondam no momento em que acharem mais conveniente .

     

Técnicas – Métodos de Observação

  • Etnografia / Ethnographic Study:

    VANTAGENS

    DESVANTAGENS

    Identificação do comportamento do ambiente, gerando maior profundidade no conhecimento Dificuldade para analizar e interpretar situações
    Tem base no comportamento real A amostra pode ser reduzida
    . Requer treinamento especializado

     

  • Observação / Observation:

    VANTAGENS

    DESVANTAGENS

    Capta o comportamento natural das pessoas Depende da visão do observador
    Baixa intromissão Requer treinamento especializado
    Confiável para abordagem com baixo nível de interferência Efeito do observador nas pessoas
    . Não tem como comprovar o observado

     

  • Protocolo de Análise / Protocol Analysis:

    VANTAGENS

    DESVANTAGENS

    Registro de tarefas via áudio, vídeo ou notas escritas O analista deve ter alto conhecimento do domínio para compreender melhor as tarefas
    Aumento da maturidade e qualidade Requer dados documentados e opinião de especialistas
    Reutilização de informação já registrada, economiza tempo e custo Replicação de erros existentes

     

Técnicas – Métodos Analíticos

  • Reuso de Requisitos:

    PRINCIPAIS VANTAGENS

    Economia de tempo e dinheiro
    Redução de risco

     

  • Estudo de Documentação / Análise de Conteúdo:

    PRINCIPAIS DESVANTAGENS

    Documentos com problemas podem levar a uma falha na definição dos requisitos;

     

  • Laddering:

    VANTAGENS

    DESVANTAGENS

    Cobre um amplo domínio de requisitos Não extrai todos os tipos de requisitos
    Necessita menos tempo para preparação e execução das sessões Necessita de complementação para levantar todos os requisitos
    Necessita menos experiência para a execussão da sessão Não é compatível com todo e qualquer domínio
    Formato padrão adaptável ao uso do computador para automatizar o processo .

     

  • Sorteio de Cartões:

    PRINCIPAIS VANTAGENS

    Ajuda os stakeholders a levantar conceitos do domínio e distinguir entre problemas de alto e baixo nível
    Pode ser utilizado como insumo para outros métodos de levantamento de requisitos

     

  • Repertory Grid:
    Matriz de entidade x atributo

     

Técnicas – Métodos Sintéticos

  • Sessões JAD / RAD:

    VANTAGENS

    DESVANTAGENS

    Discussõe altamente produtivas Somente projetos que possuem pelo menos uma das características abaixo podem utilizar o JAD:

    – Possuir alto número de stakeholders ;

    – Primeiro projeto na empresa o qual é considerado crítico para o futuro da mesma;

    Melhor aplicado para grandes e complexos projetos Requer mais recursos

     

  • Prototipação:

    VANTAGENS

    DESVANTAGENS

    Feedback antecipado dos stakeholders Alto custo de investimento
    Detecção de erros na fase inicial / Redução de tempo de desenvolvimento e custo Tempo maior para realização
    Alto nível de satisfação dos usuários .

     

  • Questionário de Ambiente:

    VANTAGENS

    DESVANTAGENS

    Levantamento profundo e detalhado das necessidades dos stakeholders Necessita de uma grande quantidade de tempo e pessoas
    Pode ser utilizado para resolver problemas extremamente complexos .

     

  • Storyboards:

    PRINCIPAIS VANTAGENS

    Muito eficiente no esclarecimento de requisitos
    Barato de ser executado

     

Conclusão

Todos os métodos possuem vantagens e desvantagens a serem consideradas
Nenhum método é completo
Utilização de mais de uma técnica, de forma combinada
Maior qualidade e completude dos requisitos levantados

O conteúdo deste post foi gentilmente cedido por Júlia Andreolla.

Padrões de Codificação

Padrões de codificação são um grupo de recomendações para linguagens de programação, indicando estilos de programação, praticas e métodos para cada item de um programa escrito em uma linguagem específica.
O padrões definem organização de arquivos, indentação, comentários, declarações, estados, espaços, nomeclatura, praticas de programação, princípios de programação e algumas regras de ouro.
É extremamente recomendado que programadores sigam estas regras para ajudar a melhorar a leiturabilidade e entendimento do código criado também facilitando as futuras manutenções deste código.

Qualidade

A utilização das revisões de código necessariamente envolvem leitura de código, se a pessoa desenvolveu um código utilizando os padrões de codificação, este código será de fácil entendimento por parte do revisor e, consequentemente, de fácil identificação de defeitos entregando assim um produto de maior qualidade so cliente.
Quando a própria pessoa que desenvolveu o código necessitar fazer qualquer manutenção ela terá muita facilidade em lembrar o porque foi escrito um determinado trecho de código em determinado local da aplicação, gerando assim uma maior qualidade também na correção de bugs, adição de funcionalidades e suporte ao sistema.

Refatoração

Refatoração do código acontece quando qualquer parte do código é alterada na intenção de melhorar a legibilidade ou sua estrutura.
Muitas vezes um software é refatorado (reformulado) para entrar em conformidade com os padrões de codificação após sua entrega.
Métodos ágeis tem a refatoração como parte integrante de seus processos de desenvolvimento.

Padrões recomendados para PHP

A seguir seguem algumas recomendações de padrões para escrever um código php organizado, bem estruturado e documentado.

  • Identação:
    • 4 espaços ou tab no tamanho de 4 espaços
  • Tamanho de linha:
    • máximo de 100 caracteres
  • Nomeclaturas:
    • lowerCamelCase
      • deve ser utilizado para variáveis, propriedades, funções e metodos
    • UpperCamelCase
      • deve ser utilizado para nomeclatura de classes
    • UPPERCASE e _
      • deve ser utilizado em constantes

Estilo de Código PHP

  • Demarcações do código
    • utilizar sempre <?php ?>
    • não utilizar short tags <? ?> pois podem gerar problemas no caso de alguma migração.
    • arquivos que contém apenas código php, as tags de fechamento devem ser omitidas para evitar erros de retorno inesperado antes de qualquer header.
  • Strings
    • String literal
      • uma string literal ocorre quando não se tem substituição de variável nem há aspas no texto da string
      • deve-se utilizar aspas simples para demarcar o texto
        $var = ‘Exemplo de texto’;
    • String contendo aspas
      • deve-se utilizar aspas duplas para demarcar o texto e aspas símples internamente.
        $sql= “SELECT * FROM tabela”
            .  “WHERE campo = ‘valor’”;
        
    • String com subtituição de variável
      • deve-se utilizar qualquer uma das seguintes formas:
        $var = “Exemplo de consulta sql: $sql ”;
        $var = “Exemplo de consulta sql: {$sql} ”;
        
    • Concatenação de Strings
      • Strings devem sempre ser concatenadas utilizando o operados “.”
      • Um espaço deve sempre anteceder e preceder o operador
        $var = ‘Exemplo’ . ‘ de ‘ . ‘concatenação’ . ‘ de ‘ . ‘string’;
        
      • Também é incentivado a utilizar a seginte estrutura para concatenação de strings utilizando o operador “.”
        $var = ‘Exemplo’
             . ‘ de ‘
             . ‘concatenação’
             . ‘ de ‘
             . ‘string’;
        
  • Arrays
    • utilizar sempre um espaço após cada vírgula
    • é permitida a quebra de linha na declaração do array
    • caso seja utilizada a quebra de linha no primeiro item deve-se utilizar um recuo padrão
      $array = array(
          1, 2, 3, 5,
          $var, $sql, $valor,
      );
      
    • recomenda-se colocar também a vírgula no último elemento, na intenção de evitar esquecimento da mesma ao se inserir, posteriormente, outras linhas a declaração do array.
  • Classes
    • Utilizar UpperCamelCase
    • utilizar as chaves “{“ e “}” abaixo a declaração da classe
    • variaveis de classe
      • utilizar lowerCamelCase
      • no topo, antes de qualquer declaração de método
      • não utilizar var (php4)
      • declarar sua visibilidade (private, protected, public)
    • funcoes ou metodos
      • utilizar lowerCamelCase
      • utilizar as chaves “{“ e “}” abaixo do nome da funcao ou metodo
      • qualquer código dentro da funcao deve ser identado com 4 espaços
      • declarar sua visibilidade (private, protected, public)
  • Estruturas de controle (if, else, elseif, switch-case) laços (for,while, foreach)
    • usar espaço símples antes e depois de quaquer “(“ e “)” presente na expressão
    • A chave “{” virá na mesma linha da expressão, a chave “}” virá na linha abaixo da última linha de conteúdo.
    • qualquer código dentro das chaves “{“ e “}” deve ser identado com 4 espaços
StatCounter-browser-ww-weekly-201201-201221

Depois de ter conseguido ter mais utilizadores do que o Internet Explorer durante um dia em Março, o browser Google Chrome, conseguiu voltar a ultrapassar o rival da Microsoft, segundo novos dados agora divulgados.

O Google Chrome teve 32,76% da fatia do mercado entre os dias 14 e 20 de maio, contra 31.94% do Internet Explorer, de acordo com a pesquisa. Confira o gráfico abaixo:

Neste gráfico podemos observar que a cada semana do ano de 2012 o navegador da Google tem um aumento na porcentagem de usuários, enquanto o Internet Explorer vai diminuindo.

E se alterarmos o gráfico para obtermos um gráfico diário desde o início deste mês de maio, veremos que em cada fim de semana o Chrome ultrapassa o Internet Explorer e na semana subsequente volta a ter menos utilização que o Internet Explorer, porém com uma pequena melhora a cada fim de semana que passa.

No gráfico acima também notamos que no dia 22 de maio, uma terça-feira, o Chrome se manteve com 31.75%, acima do Internet Explorer, que ficou com 31.44%.

No Brasil o Chrome já era o primeiro!

Isso mesmo, no Brasil o navegador Google Chrome já é o preferido desde o ano de 2011, mais precisamente desde o dia 22 de Outubro de 2011, onde o Chrome teve 41.29% do mercado contra 32.87% do Internet Explorer.

Daí em diante só subiu e terminou o ano de 2011 com 42.13% enquanto o Internet Explorer estava com 33.13%.

Atualmente, como podemos ver no gráfico abaixo, o Google Chrome está com 47.97% contra singelos 26.87% do Internet Explorer que está, lentamente, sendo alcançado pelo Mozila Firefox que está com 22.77%, faltando apenas  4.1% para que alcance o Internet Explorer.

Para felicidade dos desenvolvedores WEB.

Para quem desenvolve sites ou sistemas web essa notícia é ótima, pois são raros os desenvolvedores que não detestam ter de fazer “adaptações” para o Internet Explorer.

Se a maioria das pessoas não o utilizar o Internet Explorer fica mais fácil o desenvolvimento destes sites e sistemas pois, ao invés de perder tempo criando hacks para que tudo funcione no Internet Explorer, os desenvolvedores poderão utilizar este tempo para a criação de outros itens ou aprimorando o funcionamento do sistema atual!

Google Penguin

Outro passo para recompensar sites de alta qualidade!

Google PenguinEste foi o título no post oficial do google sobre o Penguin Update, esta atualização no algoritmo do Google tem como principal intenção punir sites que fazem o chamado “Black Hat”, que é um conjunto de técnicas que não atendem as diretrizes para webmasters e servem para melhorar o posicionamento de um site nos resultados de pesquisa.

Os resultados de pesquisa, a partir de agora, exibirão menos “webspans” e mais conteúdo de qualidade para o usuário. Os sites que violam as diretrizes para webmasters serão punidos, tendo sua classificação diminuida.

A recomendação do Google é que os webmastesr sigam rigorosamente as diretrizes para webmasters para que seus sites não sejam punidos, criando sites de qualidade, com uma boa experiência para os usuários e utilizando apenas técnicas de SEO “white hat”, que são exatamente o contrário de “black hat”.

Não faça Black Hat!

Sites que utilizam qualquer técnica de Black Hat muito provavelmente serão punidos pelo google, então se você fez webspan, espalhando links com texto âncora exato ou links manipulados, confira seus acessos, pois provavelmente seu site já foi punido, se ainda não foi, parabéns você é uma pessoa de muita sorte, aproveite para jogar no bicho, mega-sena ou qualquer jogo de sorte, mas antes disso confira quais os link que apontam para seu site e que foram manipulados ou que tenham a aparência de serem manipulados, pois você teve sorte hoje, mas amanhã é outro dia.

Meu site foi punido! E agora?

A recomendação para os tiveram seu site punido é que confiram nas ferramentas para webmasters quais os links suspeitos que seu site tem, muito provavelmente, ao acessar as ferramentas para webmasters você verá um alerta informando que seu site foi punido. Na conferência dos links suspeitos que apontam para seu site você deverá, um por um, removê-lo e neste momento você encotra um outro problema.

  • Se o dono do site que tem um link manipulado para o seu site não quiser retirar o link?
  • Se ele quiser cobrar para retirar o link?
  • Se ele simplesmente não responder às suas tentativas de contato?

Então você está com um grande problema, mas tente ao máximo resolvê-los um a um e, ao mesmo tempo com que elimina link manipulados, crie conteúdo de qualidade para que, ao verificar que você está atendendo às diretizes corretamente, o google também veja seu novo conteúdo e links de qualidade e, possivelmente, melhore o seu posicionamento, provavelmente não o colocará na posição que estava antes da punição, mas você já estará melhor do que está enquanto punido.

Aprenda com os erros!

Para toda a comunidade de SEO o penguin update serve para que, ao invés de fazer webspan, seja criado um conteúdo de qualidade e não haja mais tanta comunidade de venda e troca de links.

Se você cria conteúdo de qualidade para o seu site, ele será linkado naturalmente por outros sites que possuem um conteúdo provavelmente semelhante gerando assim uma rede muito mais forte de links de qualidade apontando para o seu site.